Demissão De Engenheiro Do Google Expõe Tabu Pela Discus

27 Nov 2018 09:05
Tags

Back to list of posts

bigstock-social-network-communication-25539713.jpg

<h1>M&eacute;tricas Pra Sites</h1>

<p>O Jornal Nacional ilustrou pela quinta-feira (8) uma reportagem a respeito do estudo mais abrangente e profundo imediatamente feito a respeito as not&iacute;cias falsas que se multiplicam no ambiente da web. Pesquisadores americanos conclu&iacute;ram que as chamadas fake news, essas mentiras, acabam se espalhando com mais rapidez do que not&iacute;cias verdadeiras. E quanto mais espetaculares essas mentiras pare&ccedil;am, mais pessoas ajudam a divulg&aacute;-las. Nessa sexta-feira (9), a BBC Brasil publicou uma reportagem que ilustra bem os perigos deste comportamento para uma democracia. A fabrica&ccedil;&atilde;o de perfis falsos em uma rede social para elogiar uma candidatura &agrave; Presid&ecirc;ncia e para atacar inimigos, inclusive com not&iacute;cias falsas. Um dos websites falsos listados na reportagem foi desativado, todavia ainda poder&aacute; ser encontrado na web.</p>

<p>&Eacute; o &quot;Seja dita a verdade&quot;. O autor era Armando Santiago J&uacute;nior, que se descrevia em uma m&iacute;dia social como “um cidad&atilde;o brasileiro indignado com o que chamava de a&ccedil;&atilde;o criminosa dos tucanos e seus aliados pela campanha eleitoral”. A reportagem da BBC informa que Armando nunca existiu. Al&eacute;m do perfil errado de Armando, v&aacute;rios outros tamb&eacute;m foram usados para os ataques, segundo os ex-funcion&aacute;rios.</p>
<ul>
<li>Construir categorias e tags</li>
<li>4 - Conhe&ccedil;a a tua &aacute;rea zoom_out_map</li>
<li>$30,00 d&oacute;lares</li>
<li>Verificar se o teu assunto &eacute; digno da palavra chave a qual est&aacute; visando</li>
<li>1 Postagens sobre isso Jogos ol&iacute;mpicos</li>
<li>Eu Entrego</li>
<li>Comece a divulgar a tua comunidade</li>
</ul>

<p>Alguns ainda podem ser encontrados na web, por&eacute;m n&atilde;o s&atilde;o mais usados. Perfis com profiss&otilde;es, origem, idades, avalia&ccedil;&otilde;es, tudo pra passar a ideia de que seriam pessoas reais. A reportagem mostrou que era tudo fake, incorreto. Os ex-funcion&aacute;rios contaram que as fotos para os perfis falsos eram retiradas da web: de p&aacute;ginas de fora do Brasil, principalmente, e de blogs com imagens &quot;para fakes&quot;, ou melhor, feitos propriamente pra esta finalidade.</p>

<p>Fotos de turcos, algumas vezes africanos, para se parecer mais com o brasileiro, e de web sites de paquera. A corpora&ccedil;&atilde;o de marketing pol&iacute;tico respons&aacute;vel por servi&ccedil;o, mencionada na BBC, &eacute; a Ahead Marketing, que tamb&eacute;m, segundo a reportagem, pertence a Gabriel Arantes Cec&iacute;lio e, pela &eacute;poca assim como pertencia a Arnaldo Lincoln de Azevedo.</p>

<p>Em teu web site, a Ahead Marketing Pol&iacute;tico se exibe at&eacute; hoje como uma companhia que adaptou o marketing de guerrilha pra realidade pol&iacute;tica e d&aacute; servi&ccedil;os como o de “invisible talkers”, traduzindo, comunicadores invis&iacute;veis. Grupo de agentes treinados que integram mensagens em pontos estrat&eacute;gicos da cidade, atrav&eacute;s de di&aacute;logos entre eles mesmos ou com a popula&ccedil;&atilde;o.</p>

<p>N&atilde;o h&aacute; pela presta&ccedil;&atilde;o de contas da campanha de 2010 de Dilma e do PT registros de pagamentos a Ahead Marketing. 234 mil da campanha de um aliado, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, do PT, a uma outra empresa do mesmo dono da Ahead, Gabriel Cec&iacute;lio Arantes. Em 2017, a lei passou a proibir a divulga&ccedil;&atilde;o de conte&uacute;dos de cunho eleitoral atrav&eacute;s de usu&aacute;rios falsos. O uso de fake news, de not&iacute;cias falsas, nas elei&ccedil;&otilde;es de outubro &eacute; hoje uma das principais preocupa&ccedil;&otilde;es do Tribunal Superior Eleitoral, que desenvolveu um grupo para tentar impedir que elas se espalhem. O promotor de Justi&ccedil;a Frederico Meinberg disse que o eleitor necessita continuar ligado a todas as informa&ccedil;&otilde;es. “O discernimento de que est&aacute; recebendo aquela not&iacute;cia &eacute; de suma gravidade para combater fake News. Pela incerteza &eacute; relevante o eleitor, o usu&aacute;rio daquela da plataforma de tecnologia validar aquela dado. E como se faz isso no Brasil ou em qualquer recinto do mundo?</p>

<p>&Eacute; indo nos meios de intercomunica&ccedil;&atilde;o tradicionais”, alegou o coordenador do Comiss&atilde;o dos Prote&ccedil;&atilde;o de Detalhes Pessoais do MP do Distrito Federal e Territ&oacute;rios. A assessoria de Dilma Rousseff comentou que, em nenhuma das duas campanhas, a ex-presidente autorizou a contrata&ccedil;&atilde;o de servi&ccedil;os relativos a perfis ou not&iacute;cias falsas. Falou inclusive at&eacute; quando desconhece empresas ou pessoas que atuem na &aacute;rea.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License